Novidades

Crianças realizam caminhada contra violência infantil no Prado

18/06/2012

Para protestar contra o elevado número de crianças vítimas de violência em Maceió, os alunos do projeto Criança Integrada organizaram uma caminhada, no último dia 4, pelas ruas do entorno da sede da organização, no Prado. Com cartazes, panfletos, música e grito de ordem, os Amarelinhos percorreram as ruas do bairro mobilizando a população contra

Publicado em Novidades | Comentar

Para protestar contra o elevado número de crianças vítimas de violência em Maceió, os alunos do projeto Criança Integrada organizaram uma caminhada, no último dia 4, pelas ruas do entorno da sede da organização, no Prado. Com cartazes, panfletos, música e grito de ordem, os Amarelinhos percorreram as ruas do bairro mobilizando a população contra a prática do crime.

Segundo dados revelados pelos conselhos tutelares de toda capital, durante audiência pública realizada na Câmara Municipal de Maceió, no último dia 13 de abril, somente em 2011 foram registrados 9.669 atendimentos a menores vítimas de violência, a maioria deles relacionado às drogas. “Foram 481 casos de envolvimento com entorpecentes, 128 casos de abuso sexual, 253 de negligência, entre outros. A maioria desses casos, cerca de 80%, estão relacionados à ausência de estrutura familiar”, ressaltou o integrante do Fórum de Conselhos Tutelares, Emanoel Monteiro.

Segundo a educadora Nayara Roberta, a caminhada foi toda organizada em conjunto com os meninos do projeto. “Nós desenvolvemos e tratamos a problemática nas atividades pedagógicas trabalhando o Estatuto da Criança e neste os direitos e deveres, a questão da violência, como e onde denunciar. Assim foram construídos os cartazes, os panfletos que foram distribuídos com as pessoas que prestigiaram o evento”, lembrou.

Ainda de acordo com a professora, a caminhada aconteceu nos períodos da manhã e da tarde. “Nossa finalidade foi fazer com que nossas crianças tenham consciência de seus direitos e que os divulguem para os colegas que não participam do projeto, bem como sensibilizar, alertar e mobilizar a comunidade, até porque é nesta região que as ocorrências têm um número elevado”, defendeu. “Desse modo, estamos colaborando com a diminuição do número de crianças vítimas de violência em Maceió”, completou.

Voltar

Faça seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Newsletter

Depoimentos

Conheci o trabalho do O Consolador através dos amarelinhos que passavam de bicicleta pela rua. Aquelas crianças me chamaram a atenção e me fizeram sentir vontade de conhecer...

Maria Edneide da Silva Gomes – servidora pública – Maceió